Coimbra  30 de Abril de 2017 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

A Previdência Portuguesa: Presidente vai poder recandidatar-se

21 de Abril 2017

António Martins Oliveira vai poder recandidatar-se a presidente de A Previdência Portuguesa, associação mutualista, ao abrigo de uma alteração estatutária, soube o “Campeão”.

Outrora chefe de divisão na Câmara de Coimbra, Martins Oliveira completa, este ano, segundo mandato consecutivo de timoneiro da associação mutualista que foi criada há perto de 90 anos.

Por ter sido membro do Conselho de Fiscalização, o actual líder de A Previdência Portuguesa estaria impedido de se recandidatar sem uma alteração estatutária que acaba de ser aprovada, cujo teor amplia de três para cinco o número de mandatos consecutivos.

A mais recente eleição do elenco directivo da instituição, ocorrida em Dezembro de 2014, foi disputada por duas listas, sendo que Martins de Oliveira (sucessor de Mário Nunes, falecido) teve como opositor Carlos Marino Borges (ex-secretário da Mesa da Assembleia Geral).

O mutualismo é um sistema privado de protecção social que visa o auxílio mútuo das pessoas em situação de carência ou melhoramento das suas condições de vida.