Coimbra  19 de Novembro de 2017 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

A magia volta a Coimbra e promete surpreender nos 25 anos do Festival

13 de Setembro 2017

“A magia é universal e transversal a todos os públicos”, uma afirmação de Luís de Matos, que serve de lema para os Encontros Mágicos – 21.ª edição do Festival Internacional de Magia de Coimbra, que vai decorrer de 19 a 24 de Setembro.

A comemorar 25 anos, o evento, que foi apresentado, hoje, e que já tem “uma dimensão cultural nacional”, vai contar com a participação de 19 artistas, provenientes de 13 países, num total de 127 espectáculos no decorrer dos seis dias.

Como nos anos anteriores, as ruas da cidade serão o palco preferencial dos mágicos, contudo, as performances estendem-se, também, a cinco freguesias de Coimbra: Santo António dos Olivais; Eiras e São Paulo de Frades; Santa Clara e Castelo Viegas; São Martinho do Bispo e Ribeira de Frades; e Ceira.

Também a componente solidária, com o intuito de “levar a magia a quem não se pode deslocar”, volta a ser incluída nesta edição, com espectáculos no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), no Hospital Pediátrico, no IPO e no Estabelecimento Prisional de Coimbra.

As novidades deste ano prendem-se num novo espectáculo “Magia na escuridão” e na iniciativa “Encontros Fotográficos de Coimbra”.

O produtor do evento, o mágico conimbricense Luís de Matos, explicou que “a magia deve ser transversal a todos os públicos, contudo, é preciso que seja vista”. É, por isso, que este ano, também os invisuais poderão experienciar as sensações provocadas pela magia, através de uma experiência “altamente sensorial na escuridão”. Embora os destinatários sejam os cegos, os não invisuais poderão, também, assistir ao espectáculo, com a obrigatoriedade de usarem uma venda.

Os espectáculos “magia na escuridão”, do mago chileno Juan Esteban Varela, vão ter lugar na Black Box do Convento de São Francisco, de terça a sábado, e são gratuitos.

Já os “Encontros Fotográficos de Coimbra”, que vão acontecer no sábado (23), trata-se de uma “iniciativa espontânea de um fotógrafo”, que tem vindo a Coimbra, na altura do evento, com outros companheiros para fotografarem, autonomamente os espectáculos de magia. O interesse destes mais de 100 fotógrafos foi notado pela organização dos Encontros Mágicos, que decidiu integrá-los, pela primeira vez, na programação do evento.

Para além disso, continuam a iniciativa “Aulas de Magia”, com quatro sessões (duas da 1.ª aula e outras duas da 2.ª aula) e as galas internacionais, na sexta-feira (22) e sábado (23) e que tanto público atraem.

Outro dos pontos altos da edição deste ano será na gala internacional de sábado (23), uma vez que será transmitida, em directo, pela RTP, a partir do auditório do Convento de São Francisco. Um passo importante, que “dá visibilidade à cidade e aos Encontros, mostrando a dimensão imponência e qualidade do que se faz em Coimbra”, realçou Luís de Matos.

O Festival Internacional de Magia, “que é um evento ímpar a nível nacional”, transforma a cidade “na capital da magia durante uma semana”, atraindo muitas pessoas, quer do concelho como de todo o país.

Carina Gomes, vereadora da Cultura da Câmara Municipal, que é principal organizadora dos Encontros desde há 25 anos, salientou que este evento contribui para “dar cada vez mais visibilidade à cidade, na qual, durante uma semana, o país tem os olhos postos e pelos melhores motivos”.

A autarca admitiu que as expectativas estão “elevadíssimas”, até porque, ao longo das últimas edições “o crescimento de público tem sido assinalável”, adiantando que este é um Festival “para todos os públicos”.

Já este fim-de-semana (16 e 17) haverá um pré-programa a decorrer na Figueira da Foz.

Artistas presentes:

  • Aaron Crow – Bélgica
  • Cliff – Reino Unido
  • Enzo Weyne – França
  • Gabriel Ferreira – Portugal (participante no programa de televisão Portugal Got Talent)
  • James More – Reino Unido
  • Kayto – Espanha
  • Lebart – Argentina
  • Luís de Matos – Portugal
  • Raul Camaguey – Cuba
  • Raymond Crowe – Austrália
  • Dandy Punk – USA
  • Diogo Alvares – Brasil
  • Jaun Esteban Varela – Chile
  • Julio Rapado – Espanha
  • Kamimaro – Japão
  • Mago Daba – Argentina
  • Mago Rafa – Espanha
  • Paulino Gil – Espanha
  • Vittorio Marino – Itália